Não desejo parabéns

Hoje é dia 08/03/2014.

O dia no calendário separado unicamente as mulheres.

E é nesse dia que honramos a todas as mulheres batalhadoras. Que matam infinitos leões e dragões por dia, por vezes, para alimentar sua família.

A todas as mulheres fortes, que choram e se erguem, que caem e levantam, que lutam superando seus próprios limites. Parabéns a você. Mais que mulher, uma verdadeira amazona.

“Mulher”, uma palavra de apenas seis letras, e por coincidência a mesma quantidade que “menina”.

Mesmo número de letras e um abismo de diferença. O que determina a passagem de menina para mulher? Ou melhor, será mesmo que há esse abismo de diferença? Uma mulher não pode se tornar uma menina?

Eu peço a você, um momento de reflexão. Eu o convido a se sentar e a continuar a ler.

Hoje é um dia até que… reflexivo. Ouço e já disse que dia da mulher é todo dia, para sempre.

Assim como então, deveria ter o dia do homem todo dia. O dia do livro, todo dia. A natureza, lembrada todo dia.

O “para sempre” é uma expressão linda, mas que só guarda a mesmice. Algo repetido para sempre, é rotina, perde o brilho e a graça.

Como trazer o brilho novamente? Quebre a rotina, saia desse enganoso e opaco “para sempre”.

Esse é um dia do “para sempre”, como todo feriado, todo natal e todo carnaval. Presenteie fora de época, diga que ama não só nas datas comemorativas. Encante!

Impeça que seus laços se congelem e fique perpétuo como o gelo que tudo protege. Afinal, como eu disse o “para sempre” torna-se uma gélida e monótona escultura.

Eu não desejo parabéns as mulheres. Desejo a força para enfrentar seus problemas diários.

Também não desejo sorte em sua vida. Desejo que ao se levantar de uma queda, não esqueça seu sorriso.

Desejo que seja forte. Não para bater de frente, mas para resistir a tudo e a todos.

Força para se amar com todas suas qualidades e defeitos, todos seus sorrisos e dores. Afinal, se você mesma não se amar, quem vai?

E eu não poderia deixar de lembrar nossa tão esquecida e amada Mãe Natureza. Uma verdadeira mulher.

Tão temida pela sua força e tão encantadora em sua graça. Amante como uma tulipa e perigosa como um cactos. Delicada como a pétala de flor e frondosa como uma árvore.

Mãe Natureza, uma mulher que observa a luta constante entre seus filhos. Aqueles que a destroem e aqueles que a salvam.

Desejo a você reflexão, espero que essa leitura tenha te mostrado que se deve amar e respeitar não por uma data comemorativa, ou melhor, uma data hipócrita e comercial. Mas sim, por suas crenças e sentimentos.

Surpreenda, diferencie-se. Respeite a mulher ao seu lado, pelo que ela é.

Essa é a minha mensagem para o dia das mulheres. Qual é a sua?

Deixe sua mensagem abaixo na área de comentários.

Como aumentar as vendas
Como aumentar as vendas